Câncer de Mama - Tratamento

quinta-feira, 13 de outubro de 2011


Como existem diferentes tipos de câncer de mama, o seu médico, depois dos exames necessários, vai determinar o melhor tratamento para o tipo e estágio do tumor, o estado de saúde da paciente, a presença de receptores de hormônios e HER2. Veja alguns exemplos de tratamento.

Cirurgia

Quadrantectomia ou reparadora:

cirurgia que consiste em retirada parcial da mama. Todos estes casos devem ser complementados por radioterapia. Está indicada para pacientes com tumores em fase inicial e/ou mamas de volume adequado e que o resultado estético final seja satisfatório.

Mastectomia:

cirurgia que consiste na retirada total da mama. É indicada para pacientes que apresentem tumores avançados (lesões de grande tamanho ou com envolvimento da pele); pacientes que já foram submetidos a tratamento com radioterapia em região mamária ou torácica anteriormente; por opção da paciente como uma tentativa de evitar tratamento com radioterapia.

Radioterapia

Tratamento localizado que utiliza feixes de radiação ionizante, que visa destruir células tumorais e diminuir a chance da doença voltar no local operado. É indicada para pacientes com câncer de mama que fazem quadrantectomia ou mastectomia e que apresentem tumor com mais de 5 cm ou gânglios na axila comprometidos por células tumorais.

Quimioterapia

A quimioterapia consiste em uma forma de tratamento sistêmico, ou seja, para todo o corpo. São utilizados medicamentos de aplicação intravenosa, que matam as células cancerígenas. Este tratamento pode trazer efeitos colaterais como enjôo e queda de cabelo, mas variam muito de pessoa para pessoa. Nos últimos anos, com os avanços da medicina, a quimioterapia vem se tornando bem menos agressiva, diminuindo a incidência dos efeitos colaterais. A necessidade de quimioterapia será decidida pelo médico oncologista clínico, após o término do tratamento cirúrgico, e será baseado no tamanho do tumor, presença de gânglios axilares comprometidos, idade e condições clínicas gerais da paciente.

Hormonioterapia

Tratamento sistêmico, onde são utilizados medicamentos que visam inibir a atividade de hormônios que tenham influência no crescimento do tumor. É indicada somente nos casos em que o tumor for positivo para receptores hormonais. Esses receptores são identificados no laudo da biopsia.

Terapia-alvo

Tratamento específico para tumores HER2 positivos por meio de anticorpos monoclonais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela a atenção!