Seu bebê vai dormir 12 horas por dia!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Por Manuela Macagnan para bebe.com.br

Que grávida nunca ouviu o conselho: “Aproveite para dormir agora. Depois que o bebê nascer, você dará adeus às noites de sono”? Ter um filho que dorme a noite toda é o sonho de muitos pais. E ele pode se tornar realidade. É o que garante Suzy Giordano, conhecida nos Estados Unidos como Treinadora de Bebês

Suzy é brasileira e mãe de cinco filhos. Mudou-se para o estado norte-americano de Virgínia quando os caçulas gêmeos tinham pouco mais de um ano. Empregando a mesma técnica há 20 anos para ensinar a criançada a dormir, Suzy acaba de lançar o livro “12 horas de sono com 12 semanas de vida”, da Editora Zahar.
Na obra, a autora defende quatro fundamentos para o pequeno dormir com os anjos:

1. A criança deve se adaptar à família, não a família a ele: “Bebês se adequam bem e deveriam ser expostos a todas as facetas da vida familiar”, explica Suzy. “Durante a soneca deles, assim como a campainha pode tocar, os irmãos mais velhos devem ter autorização para rir alto, ao mesmo tempo em que a máquina de lavar funciona, por exemplo. Se não for assim, a família acaba vivendo em um ambiente de tensão, no qual cada respiração recebe um olhar torto”.

2. Como pai ou mãe, você deve se sentir no comando: “Eu sou a mãe (ou o pai) e estou no controle. Você é um bebê e vai seguir as minhas orientações” é o mantra criado por Suzy. “As crianças precisam de uma figura que represente autoridade e que estabeleça parâmetros e limites”, enfatiza.

3. Dormir é uma habilidade que se aprende e que deve ser ensinada: “Embalar um bebê de doze semanas, repetidas vezes, em uma cadeira de balanço automática até ele dormir é o mesmo que carregar o filho de dois anos no colo para todo lado. Os pais resolvem a situação para as crianças, em vez de guiá-las para que realizem o processo sozinhas”, alerta a treinadora de bebês.

4. O treinamento para dormir exige comprometimento e trabalho duro por parte dos pais: para que o resultado seja positivo, eles precisam fazer algum esforço. “E, mesmo depois que a rotina se estabelece, de vez em quando eles precisarão reforçar o que ensinaram”, diz Suzy.

O Bebe.com.br conversou com Suzy Giordano para saber qual é a receita para fazer do sono um assunto tranquilo. Confira

1. É possível ensinar um bebê a dormir?
Sim. Assim como o bebê vai aprender a caminhar e falar, ele tem habilidade para aprender a dormir e acordar feliz. Mas, como cair no sono é uma necessidade primária (assim como comer e beber, precisamos dormir para sobreviver), nós nos adaptamos às condições a que somos expostos. O meu livro vai ajudá-la a evitar armadilhas e ensinar o bebê a desenvolver bons hábitos de sono desde o início.

2. Existe fórmula para o bebê dormir 12 horas por dia?
Em minha experiência, percebi que a maioria dos pequenos quer dormir de dez a onze horas, mas acordam tristes ou mal humorados e, se permanecessem 12 horas deitados, sentiriam-se mais bem dispostos. Deste modo – e após 19 anos trabalhando com centenas de bebês -, concluí que 12 horas é a quantidade ideal de sono. Quando o seu filho acorda feliz e disposto, você sabe que ele dormiu o suficiente.

3. Bebês podem dormir 12 horas seguidas? Não devem acordar para mamar durante a madrugada?
Quando o bebê equilibra o sono e está no peso correto, você notará que, naturalmente, ele irá mamar menos durante a madrugada. No livro, ensinamos você a encontrar a tendência natural do bebê, que é o nosso maior objetivo e sobre o qual estou muito animada. Se você encontrar os caminhos, obterá resultados que lhe parecerão quase um milagre.

4. Ter boas horas de sono é o sonho de todos os pais, mas o que se vê são mães dormindo pouquíssimo quando têm um bebê recém-nascido em casa. Onde os pais estão errando?
Dormir é uma necessidade prioritária. Antes de ser pai ou mãe, você é um ser humano. Após muitas noites maldormidas, os pais começam a perder a esperança de que o bebê pegue no sono rapidamente para que eles também descansem. É quando os problemas começam. Nosso livro tem uma leitura fácil para pais cansados encontrarem uma maneira descomplicada de solucionar e evitar alguns erros.

5. Quando o bebê chora porque não quer dormir, os pais devem deixá-lo aos prantos até a exaustão ou procurar alternativa?
Não acho certo deixar o bebê chorar. O choro é um modo de comunicação e, por isso, jamais deve ser ignorado. Nosso método é dar ao bebê a oportunidade de aprender como dormir. Quando os pais entendem o método e se tranquilizam, transmitem a calma que o bebê precisa para aprender. Você não pode caminhar nem falar pelo seu bebê e também nunca poderá dormir por ele.

6. Você acredita que, se o bebê for ensinado a dormir corretamente quando ainda é um recém-nascido, vai seguir um padrão de sono durante toda a infância?
Sim, nos primeiros dois anos de vida há muitas mudanças. Os bebês se desenvolvem fisicamente, emocionalmente e intelectualmente. Sabemos que essas mudanças se tornarão mais difíceis se tiverem o sono prejudicado. Uma vez que o bebê tenha bons hábitos de sono, atravessar essas transformações será muito mais fácil.

7. O que atrapalha o bebê na hora de dormir?
Não há uma causa comum. Como pai ou mãe, sua tarefa é dar condições de um sono adequado à criança. Então, certifique-se de que o quarto está calmo, escuro e seguro. Isso será um grande começo.

8.  Tem problema levar o bebê para a cama dos pais?
O lugar ideal é o berço. Quando os pais adormecem, muitas coisas podem acontecer. Eu recomendo que eles nunca levem os bebês para suas camas.

9. Bebês precisam de silêncio absoluto para dormir?
Pesquisas mostram que bebês que adormecem com sons calmos tendem a dormir mais e profundamente. Aconselho aos pais a ensinarem a seus bebês como adormecer com sons calmos. Se você  ensinar seu filho, ele se acostumará. Deve-se respeitar o sono do bebê, mas não é necessário que todos fiquem absolutamente em silêncio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela a atenção!