Comer bem na gravidez

sábado, 13 de julho de 2013

Por Renata Reps para bebe.com.br

A nutricionista Maria Cecília Corsi dá dicas preciosas sobre alimentação na gravidez. As regras são simples e não privam a mulher de quase nada

A nutricionista paulista Maria Cecília Corsi há tempos se preocupa com um assunto polêmico e que deixa dúvidas até nas mamães mais experimentadas: como ter uma gravidez saudável e engordar dentro do limite? Proprietária da Essencial Light, empresa que produz cardápios personalizados para clientes interessados em emagrecer ou em seguir uma reeducação alimentar, ela adquiriu em consultório a experiência que passa às gestantes que a procuram hoje. Na entrevista abaixo, Maria Cecília dá dicas preciosas sobre alimentação durante a gravidez.

1. Qual é a primeira medida que uma mulher que planeja engravidar precisa tomar em relação à própria alimentação?
Ela tem de entender que não pode comer por dois. Tem, em vez disso, de estar sempre bem alimentada e aprender a controlar suas próprias vontades. É por isso que a reeducação alimentar antes de engravidar é superimportante. A mulher que já está planejando ter um filho deve começar a pensar na melhor maneira de se alimentar para se nutrir bem e também a criança. Se ela deixa para adaptar os próprios hábitos depois de grávida, corre o risco de ficar ansiosa e angustiada. Daí vai acabar comendo mais do que precisa quando se sentir frustrada. O ideal é que esse tipo de cuidado com a alimentação tenha início dois ou três meses antes do início da gravidez, principalmente em quem se encontra acima do pelo. Afinal, a mulher terá nove meses pela frente, período em que precisa estar bastante saudável.

2. O que é uma alimentação saudável para a gestante?
É simplesmente fazer todas as seis refeições do dia: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde 1 e 2 e jantar. Em cada uma delas, é fundamental que o prato tenha todos os alimentos importantes, aqueles que fornecem nutrientes como proteína, carbodirato, vitaminas e sais minerais. Por fim, o prato deve ser sobretudo colorido, o ponto-chave de uma boa refeição. A cada dia, a gestante necessita consumir uma quantidade de nutrientes adequada para o corpo ficar bem. Nos finais de semana, é claro que ela vai poder tomar um sorvete, comer um pedaço de pizza ou uma fatia de pudim. Só precisa evitar qualquer excesso.
Continue lendo aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela a atenção!