SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE RECOMENDA VACINAS NA HORA DE VIAJAR

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Por Jéssica Alencar

Doses contra Febre Amarela e Sarampo são indicadas para quem pretende viajar não só para o exterior, mas também para o interior do Brasil

Período de férias já chegou e para quem pretende viajar é preciso atenção a alguns detalhes, e um deles é estar em dia com as vacinas. O Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP), assim como o passaporte, são documentos obrigatórios para entrada em países, como Austrália, China e Uruguai.

Dentre as vacinas de maior recomendação por parte da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), estão a de Febre Amarela e Sarampo. A vacina contra Febre Amarela é obrigatória para entrada em vários países estrangeiros e desde 1991, também, para quem visita o Brasil. Porém, a dose não é importante só para quem vai fazer viagem internacional, mas também para quem visita áreas endêmicas no Brasil, principalmente ambientes rurais e de reserva ambiental.

Vacina, que possui eficácia acima de 95%, deve ser tomada com, no mínimo, dez dias de antecedência da data da viagem. A dose realizada aos nove meses de idades tem validade de dez anos e deve ser ministrada novamente no final desse período. A vacina não é recomendada para crianças com menos de seis meses, pessoas alérgicas a proteína de ovo, portadoras de imunodeficiência, contaminadas pelo vírus HIV ou que estejam usando medicamentos quimioterápicos ou a base de corticosteróides e para algumas gestantes. Neste caso, o viajante deve ter um documento com os motivos médicos para que não seja vacinado.

Em Goiânia, a vacina contra a febre amarela poderá ser encontrada em 72 unidades de saúde distribuídas em toda a cidade. Já a vacina contra Sarampo, Caxumba e Rubéola, de acordo com a diretora do Departamento de Epidemiologia da SMS, Juliana da Silva, tem importância especial. "Estamos caminhando para a eliminação do sarampo no Brasil, porém em muitos países, a doença é frequente, por isso nós recomendamos a vacina, para que porventura o viajante não chegue infectado ao Brasil".

Vacina contra o sarampo é a tríplice-viral e é contra-indicada para pessoas em gravidez de risco, histórico de hipersensibilidade aos componentes da vacina, crianças com menos de seis meses de idade, dentre outros. Mais indicado é que o paciente consulte um médico. Dose deve ser tomada pelo menos 15 dias antes da partida, em viagens principalmente aos Estados Unidos, Europa e Américas, devido à grande circulação de turistas europeus nesta região. Crianças que receberam a vacinação entre os seis e 11 meses de idade devem ser revacinadas quando completarem um ano. O reforço da dose, para os demais, deve ser feito de 10 em 10 anos.


Procedimentos 
O CIVP é emitido em 88 Centros de Orientação de Viajantes espalhados por todo o Brasil. Para ter acesso ao certificado em Goiânia, basta levar o cartão de vacinação e documento de identificação (a população indígena que não possui documentação está dispensada da apresentação de documento de identidade) na Sala de Orientação do Viajante da ANVISA, no Aeroporto Santa Genoveva, de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 8h às 19h. 

Todo o procedimento leva em média 15 minutos. As vacinas de febre amarela e sarampo, caxumba e rubéola são ofertada gratuitamente nas unidades de saúde. Lembre-se, o mais importante é estar em dia com o calendário de vacinação.


Mais orientações
Apesar da recomendação inicial para Febre Amarela e Sarampo, a SMS também relembra outras vacinais e dicas importantes para seguir na hora de viajar. Uma delas é a vacinação contra o tétano, fundamental em caso de acidentes e ferimentos. A Secretaria também orienta ao viajante que se informe quanto às áreas que apresentam registros de casos de malária durante todo o ano. Nestes locais, o mais indicado é o uso de roupas claras e com manga longa e repelente. Além disso, a SMS alerta para cuidados básicos, como consultar o médico, caso tenha alguma doença ou gravidez e condicionar bem os remédios que for levar. 


Saiba mais:
http://www.anvisa.gov.br/viajante
Disque Saúde (0800-61-1997)


O que é Febre Amarela? 
É uma doença infecciosa febril aguda, transmitida por vetores contaminados por um flavivírus. Os sintomas são, dependendo da gravidade, febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina). É transmitida através da picada dos mosquitos (fêmeas) transmissores infectados. Não existe medicamento para combater o vírus. 



O que é Sarampo? 
É uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, muito comum na infância. O vírus do sarampo pertence ao gênero Morbillivirus, família Paramyxoviridae. É transmitido diretamente de pessoa a pessoa, através das secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar. 

Os sintomas iniciais são febre alta, coriza, olhos vermelhos, e pequenas manchas brancas na parte interna da boca. Depois, erupções avermelhadas se desenvolvem, geralmente começando no pescoço e na face. As crianças precisam receber duas doses da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) aos 12 e 15 meses de idade, já os adultos que não foram vacinados na infância, recomenda-se apenas uma dose da vacina. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela a atenção!