15 perguntas e respostas sobre o ultrassom durante a gravidez

sábado, 12 de abril de 2014

Por Rita Trevisan para bebe.abril.com.br

Quantos exames são necessários? Exagerar faz mal? Ele acerta mesmo o sexo do bebê? Reunimos as perguntas mais frequentes e consultamos um time de especialistas em medicina fetal para explicar o assunto tim-tim por tim-tim. Aproveite e fique por dentro.

Além de mostrar o bebê, para que serve o ultrassom? Por ele, o médico acompanha a posição, os batimentos cardíacos, o crescimento e a formação da criança e descobre se há sinal de malformações e síndromes genéticas, como a de Down. A placenta e o líquido amniótico são analisados, além do comprimento do colo do útero (menos de 2 centímetros indica risco de parto prematuro). “Pela circulação sanguínea, o médico identifica riscos de a mãe desenvolver hipertensão”, afirma o obstetra Carlos Bortoletti, coordenador do Centro de Medicina Fetal do Hospital Santa Catarina, em São Paulo.

Que tipos existem? Quando devo fazer?

A especialista em medicina fetal Rita C. Sanchez, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, explica:

Morfológico: ele se repete no primeiro e no segundo trimestres – entre a 12ª e a 14ª semana e da 20ª à 22ª. Fornece imagens detalhadas, que possibilitam rastrear síndromes, malformações e doenças congênitas. Transvaginal Feito entre a sexta e a 12ª semana, mostra o desenvolvimento e a localização do embrião, descartando o risco de uma gravidez anômala.

Obstétrico: é o mais comum e será repetido várias vezes a fim de confirmar a idade gestacional e acompanhar a evolução do bebê e da placenta.

Ultrassom com doppler: acontece a partir da 32ª semana e avalia a vitalidade do bebê. Verifica o fluxo de sangue e de oxigênio para o feto e para a placenta. Indica se vai tudo bem com as artérias uterinas – alterações alertam para hipertensão ou pré-eclâmpsia.

3D e 4D: o 3D dá noção de profundidade, o que melhora a nitidez da imagem (nele você vê pela primeira vez as feições do filhote). Já o 4D – ou 3D em tempo real – faz uma varredura contínua do útero, permitindo acompanhar os movimentos do bebê.

Continue lendo aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela a atenção!