Leonardo Finotti – Pelada

terça-feira, 10 de junho de 2014

Por Luciana Caravello Arte Contemporânea

Luciana Caravello Arte Contemporânea apresenta a partir do dia 10 de junho de 2014, às 19h, a exposição "Pelada", com 11 fotografias aéreas inéditas e recentes, feitas por Leonardo Finotti mostrando campos de futebol da periferia de São Paulo. Graduado em arquitetura pela Universidade Federal de Uberlândia, Minas, com mestrado em arte e fotografia, Leonardo Finotti especializou-se em fotografia de arquitetura a partir da 8ª Bienal de Veneza, em 2002, e tem seu trabalho publicado em centenas das mais prestigiosas publicações especializadas ao redor do mundo. Nascido em 1977, vive e trabalha em São Paulo.

Além do interesse natural em olhar para a arquitetura do que se constrói para Copa do Mundo, Finotti se interessou em lançar sua mirada em uma direção contrária. Na exposição “Pelada”, ele investigou entre 2007 e 2013 a relação entre os campos localizados na periferia da cidade de São Paulo e o contexto em que estão inseridos.   Sua fotografia é organizada em torno da estrutura espacial de cada projeto, mas neste projeto a favela ocupa um espaço onde a estrutura planejada é quase inexistente. Construção espontânea e contínua compõe uma imagem aleatória quase caótica.

Ao fotografar a periferia da cidade de São Paulo a partir do ar, ele descobre que os campos de futebol introduzem uma referência espacial, uma estrutura, algo sagrado de alguma forma. Estes campos, na maioria dos casos, são os únicos espaços públicos dos bairros, e são verdadeiras áreas de resistência do domínio público. Estabelecem uma nova imagem cívica de respeito pelo espaço comum. Mostram, sem publicidade e sem patrocinadores, o verdadeiro poder da relação entre o futebol e as pessoas, a arte e a política. 

Sobre o artista - Nascido em Uberlândia, Minas, em 1977, Leonardo Finotti constrói uma sólida carreira na fotografia especializada em arquitetura desde 2000.  Essa é a sua segunda exposição no Rio de Janeiro: a primeira aconteceu no Rio+20 no qual ele fez um lindo ensaio sobre as favelas cariocas. Naquela ocasião com foco no meio ambiente, e agora no futebol, por conta da Copa do Mundo, o enlace desses dois temas polêmicos fica claro: a desigualdade social brasileira, em especial em relação à construção da cidade. A imagem do país que se desenvolve e ganha espaço no cenário internacional como superpotência contrasta com a enorme pobreza que ainda não se conseguiu erradicar. Finotti entende isso muito bem e trouxe o tema à tona através das periferias das duas maiores metrópoles brasileiras – em sua série sobre as favelas do Rio, em 2012, e agora, em São Paulo – e na sua inquietação de estruturar o informal pelo seu olhar.

Paralelamente à exposição do Rio, Leonardo revisita a obra do arquiteto Paulo Mendes da Rocha na exposição em homenagem a ele, na Trienal de Milão e na Bienal de Arquitetura de Veneza deste ano, onde seu trabalho é protagonista no pavilhão brasileiro.

Galeria Luciana Caravello – Rua Barão de Jaguaribe, 387 – Ipanema – Rio de Janeiro
De 11 de junho a 19 de julho
(21) 2523.4696

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela a atenção!