Ótimas festas! O melhor de 2014 para você!

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013


As duas vidas do Barão Vermelho

domingo, 29 de dezembro de 2013

Por Paulo Fernandes para rockontro.com





OS BARÕES

Primeiro houve um Barão Vermelho, o aviador alemão Manfred von Richtofenque lutou na Primeira Guerra Mundial, com seu avião triplano Fokker vermelho, e é reconhecido como um dos maiores ases da aviação de todos os tempos.

       
Manfred von Richtofen (foto) e o "Barão Vermelho" em combate (gravura)


Quanto ao Barão Vermelho brasileiropoderíamos dizer que na verdade são dois grupos semelhantesmas diferentes. Um foi capitaneado por Cazuza e o outro é (ou foi?) por Frejat. Para nossa sorte ambos são excelentes e até hoje eu não sei qual é o melhor.


O QUEEN INSPIROU O BARÃO

Conta a lenda queapós assistirem a um show do Queen em São Paulo, os amigos cariocas GutoGoffi e Maurício Barros decidiram montar uma banda de rock. E assim fizeram, o BarãoVermelho nasceu em 1981 com Guto (bateria) e Marcelo (tecladoscompletado por  (baixo) eFrejat (guitarra).



quarteto passou a ensaiar na casa de Marcelo, porém havia um problemanenhum deles sabia ou queria cantar. O primeiro vocalista a ser testado foi o goiano Léo Jaimeporém a parceria não vingouMesmo não sendo aceitoLéo Jaime, que  participava de outros projetosindicou um conhecido chamado Agenor de Miranda Araújo Netoque atendia pelo codinome Cazuza.



PRIMEIRO VOO DO BARÃO

Com Cazuza nos vocais o Barão Vermelho estava preparado para alçar voo. O primeiro álbum,“Barão Vermelho”foi lançado em 1982, seguido por “Barão Vermelho 2” de 1983.

Apesar das letras de Cazuza serem acima da média das musicas de rock e do esforço da turma, o sucesso ainda não tinha acontecidoFoi graças a Ney Matogrossoao gravar a música Pro Dia Nascer Felizque as rádios passaram a tocar as músicas do grupo. Em 1984 com a música temado filme “Bete Balanço” Barão Vermelho finalmente conquistou o Brasil. O sucesso seria consolidado com o lançamento do terceiro álbum“Maior Abandonado”, de 1984, nas apresentações do Rock in Rio de 1985.

Barão Vermelho e Ezequiel Neves (às 5h), produtor e incentivador


Quando tudo parecia um “céu de Brigadeiro”, o Barão Vermelho sofreu as primeiras turbulências:Cazuzaque queria se expressar de outras formas além do rock, anunciou sua saída da banda em 1985. Por conta disso a amizade entre Cazuza e Frejat ficou estremecida por algum tempo.


O SEGUNDO VOO DO BARÃO

Muitos apostaram que seria o fim do grupoporém após uma parada para reparos em 1986 o Barão Vermelho estava pronto para decolar novamente, agora com Frejat nos vocais.

Ao contrário de muitas cisões em grupos de rock, a separação acabou por ser salutar tanto para Cazuzaque iniciou uma promissora carreira solo quanto para o Barãoque agora podia,musicalmente, se aproximar mais de seus ídolos roqueiros (como Rolling Stones, Led Zepellin e Deep Purple).



Apesar de estar novamente voando, o Barão demorou um pouquinho a alcançar novamente a rota do sucessofoi  em 1988 com o disco “Carnaval” que o prestígio e popularidade do grupo voltaram aos níveis anteriores.

Este segundo Barão é mais pesado e mais roqueiro que o primeiroque era bem bluseiro e influenciado pela MPB.


Embora enfrentando alguns percalços o Barão Vermelho entrou com bastante prestígio na décadade 1990. Cazuza morreu em 1990 e foi homenageado por sua antiga banda com a bela canção Poeta está Vivo.  


PARADA NO HANGAR

Em 2001 a banda resolve dar uma pausa e seus integrantes desenvolvem projetos solo. Retornaram em 2004 e em 2007 fizeram uma nova parada.

Barão Vermelho (ou os 2) conseguiu escrever seu nome na história do rock, sendo um dos destaques daquela geração oitentista que renovou o rock nacional e é referência e influência para as novas gerações tão carentes daquele brilho do passado.


MÚSICAS


Problemas de sono nos bebês

sábado, 28 de dezembro de 2013

Por Marcos Alvim para bebe.abril.com.br

Descubra a importância de dormir bem no desenvolvimento da criança  e  aprenda a colocar seu filho na cama sem dramas

Quantas horas uma criança precisa dormir?
Até 3 meses, os bebês necessitam de 16 a 20 horas de sono diárias. Nessa fase, ele é polifásico, ou seja, o pequeno desperta a cada três ou quatro horas. Apenas 10% dos meninos e das meninas nascem com um padrão de sono mais uniforme e dormem horas seguidas.

De 3 meses a 1 ano, eles precisam de 13 a 14 horas. Nessa idade, alguns já conseguem dormir a noite toda, mas ainda tiram duas sonecas ao longo do dia: uma de manhã e outra à tarde. Esses momentos de descanso são muito importantes, como conta a Maria Amparo Martinez, pediatra do Hospital Santa Catarina, de São Paulo: "Se a criança não dormir durante o dia, o corpo fica cheio de adrenalina e cortisol (o hormônio do stress) e ela se torna tão agitada que não consegue relaxar para cair no sono à noite".

Continue lendo aqui

VEM AÍ A 2a EDIÇÃO DO A Perfect Day for Babies em SÃO PAULO!!! 06/04/2014 - Garanta seu espaço!

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013




VEM AÍ A 2a EDIÇÃO DO A Perfect Day for Babies em SÃO PAULO!!!


Interessados entrar em contato: aperfectdaybabies@hotmail.com
DIA 06/04/2014 no Espaço Traffô (www.traffo.com.br)

Quer reservar sua participação? Escrevam para aperfectdaybabies@hotmail.com





Evento reúne produtos e serviços para gestantes, mamães e bebês.

A 2ª edição do A Perfect Day for Babies, sob a idealização da proprietária do evento Amanda Accioli, e realização e organização geral das designer de eventos especiais e sócias do evento em São Paulo nesta edição, Luciana Lourenço e Sandra Concencio. 

Para deixar o evento A Perfect Day for Babies ainda mais com a cara das convidadas, essas profissionais criaram mesas temáticas, entre elas: Chá de Bebê, Chá Maternidade, Chá Apresentação, Batizado e Aniversário e nessa 2a Edição mesas especias de Bar Mitzvá, Bat Mitzvá e Brit Milá. 

Para Amanda Accioli, o evento é um importante passo no mercado: “O A Perfect Day começou há dois anos com a proposta de ser um evento para noivas. De lá para cá, o mercado se expandiu e percebi que o grupo de pessoas que procuravam por serviços de casamento passaram a procurar por informações para gestantes e depois bebês. Assim nasceu a edição Baby do evento”, explica a idealizadora do evento que divide a segunda edição com as produtoras Luciana Lourenço - Eventos Exclusivos e Sandra Concencio a organização de tudo!!!


Interessados entrar em contato: aperfectdaybabies@hotmail.com

Vagas limitadas para fornecedores e prestadores de serviços!




A Perfect Day for Babies deseja a todos um lindo Natal e um Ano Novo de grandes realizações!!!




Natal, fazer o melhor!

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013


Natal, viver os melhores momentos!

terça-feira, 24 de dezembro de 2013


2 dedos de Prosa com o cantor Leonardo

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Neste 2 Dois Dedos de Prosa, os empresários Wagner Felipe e Olemir Cândido - Olemix Audio Design, conversam com o cantor Leonardo, sobre o início da carreira e a história da música sertaneja. Leonardo ainda comentou sobre o ensaio, realizado no estúdio WF, de seu trabalho com o irmão Leandro na época, o disco de 1989,  que contém os sucessos: Entre Tapas e BeijosQuem Será Essa Mulher, É Por Você Que Canto entre outras

Confiram esse gostoso bate-papo com um dos cantores sertanejos Goiano, que mais faz sucesso, e que está comemorando 30 de anos de carreira, e gravou semana passada, em Goiânia, DVD comemorativo com outros cantores.

O 2 Dedos de Prosa foi gravado no estúdio Olemix Audio Design, com filmagem de Mara Rúbia.

Agradecimentos especiais a Wagner Felipe e equipe Olemir Cândido. Especialmente ao cantor Leonardo por ter desprendido simpaticamente, o seu tempo para este 2 Dedos de Prosa.



Natal, o melhor da vida!


Natal, época para agradecer!

domingo, 22 de dezembro de 2013


Lovin Spoonful: Verão em Nova York

Por Paulo Fernandes para rockontro.com






WOODSTOCK NO CINEMA

primeira das inúmeras vezes em que assisti ao filme “Woodstock”documentário sobre o festival, foi no cinema, por volta de 1977. Em determinado momento do filme aparece um sujeito magro e sorridente, antes que ele começasse a cantar (acompanhado  de seu violãouma pessoa ao meu lado pronunciou embevecida o seu nome – “John Sebastian!!”. Euaté aqueledianão o conheciamas gostei muito do que ouviUma voz muito boa, doce e firme ao mesmotempo. Os versos iniciais da música ficaram gravados em minha mente: “I had a dream last night / What a lovely dream it was”.

John Sebastian em Woodstock

 depois de muito tempo é que eu fui ouvir as músicas do Lovin’ Spoonful, grupo do qual fazia parte o cantor e compositor John Sebastian.


COLHERADA DE AMOR

Envolvidos com a cena folk do Greenwich Village de Nova York, John Sebastian (vocal e outros instrumentos), Zal Yanovsky (guitarra), Joe Butler (bateria e vocal) e Steve Boone (baixocriaram o Lovin’ Spoonful em 1965.



O folk elétrico, com uma levada pop, agradou ao público dos EUAentão acostumado com a música dos Beatles e outros grupos britânicos. No curto espaço de dois anos e três álbuns, o Lovin’ Spoonful experimentou o auge de sua fama com várias músicas nas paradas de sucesso

Como descrever a sonoridade dessa bandaUma combinação elementos de rock, folk, blues e country, o LS é ao mesmo tempo pop, sem jamais soar enjoativo, e inovadorsem jamais soarchato.



estilo de tocar guitarra utilizando as quatro palhetas metálicas do banjo ficou famosobem como utilização de instrumentos musicais inusitadoscomo uma máquina de escrever, e  a chamada jug band music (que utiliza instrumentos “feitos em casa”) em suas gravações.



Zal Yanovsky deixou o grupo em 1967, sendo substituído por Jerry Yester. Em 1968 foi a vez de John Sebastian partir em carreira solo. O trio remanescente ainda gravou mais um álbum em 1969 e encerrou, em seguida, as atividades.

Além dos cinco álbuns de estúdio, o Lovin’ Spoonful gravou mais dois álbuns de trilha sonora paraos filmes “O que é que Gatinha” de Clive Donner (primeiro filme de Woody Allen como ator) e “Agora você é um homem” de Francis Ford CoppolaTudo isso entre 1965 e 1969. 


  
MÚSICAS